Seguidores

sexta-feira, 7 de maio de 2010

O DESAFIO DE SER MÃE

Título: O DESAFIO DE SER MÃE

Título: O DESAFIO DE SER MÃE

O DESAFIO DE SER MÃE

Salmo 113:9 “Deus faz com que a mulher estéril habite em família e seja alegre mãe de filhos. Louvai ao SENHOR!”.

Ser mãe, hoje em dia é missão dificílima. A época, carregada de materialismo, de falta de amor, de egoísmo e de menospreza a condição humana, não favorece a maternidade; não valoriza o papel de mãe. Pelo Contrário, subestima-o, colocando-o entre os papéis menos dignos.

E, em se tratando de mãe cristã, o ambiente em sua volta torna-se menos acolhedor e mais hostil. Isso porque a mãe cristã deve ser acima de tudo uma defensora da fé em Cristo Jesus em meio a um mundo em que há lugar para tudo e para todos, mas onde quase não há lugar para Deus.

Ela é ao mesmo tempo, mãe e filha, tanto no sentido humano, natural, quanto no sentido espiritual. Contemplada pelo Criador como receptora da semente da vida, a mãe se torna continuadora do plano divino para a procriação da espécie humana. Ao lado do pai, ela possibilita a formação de novos seres, através do misterioso processo da concepção e do nascimento do ser humano. Se olharmos com olhos pacientes e com reflexão, veremos que não há, no mundo, missão mais nobre e dignificadora do que ser mãe.

Entretanto, se alguém perguntar a uma jovem senhora: "Qual a sua profissão?" E, em resposta, ouvir a indagada responder que não tem propriamente uma profissão, que é mãe de família, sendo apenas aquela que cuida dos filhos no lar, isso não causará admiração profunda ou reconhecimento real pela maioria das pessoas. Na visão moderna, a mulher que é somente mãe e, portanto circunscrita ao ambiente do lar, é vista como sendo de segunda classe ou mais inferior ainda.

Por outro lado, se uma pessoa diz que é engenheira eletricista, que é economista, advogada ou técnica em informática, isso causa muitos elogios. A profissão técnica confere muito mais valor à pessoa do que ser mãe. Por quê? A meu ver é simples. Os padrões de valores da sociedade materialista são padrões racionalistas, desprovidos de ética e espiritualidade. Uma pessoa vale pelo que ganha em reais, em dólar, mesmo que a moeda não tenha valor.

A maternidade tem sido violentada criminosamente. O aborto tem sido praticado constantemente, destruindo vidas inocentes e indefesas. Nesse contexto, vemos que a mãe cristã sente-se acossada por um ambiente em que seus valores são jogados na lama da incredulidade. Isso porque Cristo valorizou tanto a maternidade que encarnou no ventre de uma jovem, tornado-a mãe do Salvador do Mundo.

A mãe cristã é aquela que, além de receber a vida em seu ventre, tem a missão de preservá-la com o sentido de honrar e glorificar o criador. Quando soube que era mãe, Maria exclamou: "Minha alma engrandece ao Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu salvador" (Lc 1.46,47). É dentro dessa visão que a mãe cristã deve se enxergar em meio a um mundo que desvaloriza a maternidade.

DEFINIR A MAMÃE É UMA TAREFA QUASE IMPOSSÍVEL. A mãe é uma mulher que , ainda jovem , tem a tranqüila sabedoria de uma anciã, na velhice, o admirável vigor da juventude; se de pouca instrução , desvenda com intuição inexplicável os segredos da vida e, se muito instruída age com simplicidade de menina.

Mãe, uma mulher que, sendo pobre, tem como recompensa a felicidade dos que ama, e quando rica, daria todos os seus tesouros para não sofrer no coração a dor da ingratidão.

Uma mulher que, sendo forte, estremece com o gemido de uma criança e, sendo frágil, consegue reagir com a bravura de um leão.

Mãe, uma mulher que, enquanto viva, não lhe damos o devido valor porque ao seu lado todas as dores são esquecidas; entretanto, quando a perdemos, daríamos tudo o que somos e tudo o que temos para vê-la de novo ao menos por um só momento, receber dela um só abraço, e ouvir de seus lábios uma só palavra.

Mamãe, suas noites em claro, seus descansos aflitos, seus momentos partilhados, tudo me faz lembrar de você, sublime, eterna.

Porque você simplifica a vida, imprime poesia em meu coração e traduz algo que é perfeito, refletindo no mundo a verdadeira essência do amor.

Mesmo que a sociedade sem Deus valorize as formas mais abjetas de união entre pessoas; mesmo que a maternidade seja vista como algo sem valor; a mãe cristã deve levantar sua cabeça e ser grata ao Criador pela missão que lhe confiou. Mamãe, você é especial. Você é o maior presente de Deus para as nossas vidas.


http://www.macanderson.com.br
Postar um comentário