Seguidores

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Teatro para culto infantil: A Parábola do Bom Samaritano

Dramatização da parábola do Bom Samaritano .
Lucas 10:25, 29-37 diz:

"Certo homem versado na Lei perguntou-lhe: “Quem é realmente o meu próximo?” 
Em resposta, Jesus contou a seguinte parábola: “Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e caiu entre salteadores, que tanto o despojaram como lhe infligiram golpes, e foram embora, deixando-o semimorto. 
Ora, por coincidência, certo sacerdote descia por aquela estrada, mas, quando o viu, passou pelo lado oposto. 
Do mesmo modo também um levita, quando, descendo, chegou ao lugar e o viu, passou pelo lado oposto. 
Mas, certo samaritano, viajando pela estrada, veio encontrá-lo, e, vendo-o, teve pena. 
De modo que se aproximou dele e lhe atou as feridas, derramando nelas azeite e vinho. Depois o pôs no seu próprio animal e o trouxe a uma hospedaria, e tomou conta dele. 
E no dia seguinte tirou dois denários, deu-os ao hospedeiro e disse: ‘Toma conta dele, e tudo o que gastares além disso, eu te pagarei de volta ao retornar para cá.’” 
Daí, Jesus perguntou ao seu ouvinte: “Qual destes três te parece ter-se feito próximo do homem que caiu entre os salteadores?” 
O homem respondeu: “Aquele que agiu misericordiosamente para com ele.” — 
Lição para nós O tratamento que o samaritano deu ao homem ferido ilustra vividamente o que é a verdadeira misericórdia. Movido por compaixão, o samaritano agiu de um modo que trouxe alívio para a vítima. 
Além disso, o homem que precisava de socorro era um desconhecido para o samaritano. Diferenças nacionais, religiosas ou culturais não são obstáculo à misericórdia e à bondade.
Postar um comentário